quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Comer...comer...é o melhor para poder crescer!

Como anda a alimentação dos seus filhos? Eles são daquele tipo de crianças que adoram um bom prato de arroz com feijão na hora do almoço ou preferem comer biscoito recheado? Confesso que eu ainda não tenho problemas com relação a isso, pois o Nícolas está com 1 ano e 5 meses e come bem tanto no almoço como no jantar, mas, como a fase crítica começa por volta dos dois anos, eu já estou lendo bastante sobre o assunto. Na verdade minha maior preocupação é o fato de deixar a boa alimentação de lado para querer comer besteiras. Primeiro porque ele já está com sobrepeso. Segundo porque eu tenho tendência a engordar e o meu marido é obeso, e como aqui em casa a gente não vivi de dieta e comemos de tudo, vai chegar um momento em que o Nícolas também vai querer fazer a mesma coisa, aí já viu né, mais um obeso no mundo na família e no mundo.

  • Aqui vai algumas dicas de como ajudar seu filho a ter bons hábitos alimentares (FONTE: BRASIL.BABYCENTER.COM)

Fique calma. Ofereça alimentos saudáveis e nutritivos para o seu filho, mas deixe que ele decida o quanto quer comer. Acredite, o corpo dele sabe o tanto de comida de que precisa.

Tenha horários fixos para as refeições e para os lanches, levando em conta a rotina de sono do seu filho durante o dia. Ofereça três refeições e mais dois ou três lanchinhos nutritivos. Veja exemplos de lanches saudáveis:

• frutas
• tomatinhos cereja e pedaços de queijo
• iogurte com pedaços de fruta
• um sanduíche pequeno
• cenoura, pepino ou erva-doce crus, ralados ou em pedaços pequenos, se ele já mastigar bem
• torrada ou pão com patê ou queijo cremoso
• leite gelado batido com frutas
• um copo de leite e um pãozinho ou fatia de bolo caseiro

Procure evitar dar de comer logo antes da hora da soneca, quando ele já está caindo pelas tabelas de tanto sono. Se a refeição atrasou e ele já está fechando os olhos, dê alguma coisa leve, e guarde a refeição maior para quando ele acordar. Encaixe os lanchinhos entre as refeições. Se passar muito tempo sem a criança comer, ela pode acabar ficando irritada de fome, o que atrapalha a paz da refeição.

Torne as refeições interessantes e divertidas. Uma das estratégias é sempre, depois do salgado, oferecer uma sobremesa. Com isso seu filho ganha mais uma chance de absorver nutrientes. Não é porque o alimento é doce que ele precisa ser proibido. Mas não vale usar a sobremesa como prêmio por comer a parte salgada da refeição. Em tese, isso dá valor demais ao doce, o que causaria problemas no futuro. Você vai ter de fazer um enorme esforço para não cair na armadilha, porque usar esse artifício é quase automático.

Veja alguns exemplos de sobremesas nutritivas: pudim de leite, salada de fruta com iogurte ou um pouco de sorvete, compotas de fruta, arroz-doce, iogurte natural com geléia, fruta com mel (para crianças acima de 1 ano).

Nenhum comentário:

Postar um comentário